Festa com Seleção do tetra marca aposentadoria de ídolo do São Raimundo

Delmo não conseguiu conter a emoção de jogar com estrelas como Romário, Bebeto e Dunga na sua despedida dos campos, na abertura da decisão da Copa dos Bairros.

Manaus – O parintinense Delmo se despediu em grande estilo da carreira de jogador de futebol. Ídolo do São Raimundo desde o fim da década de 90, ele foi um dos destaques do amistoso com tetracampeões da Copa do Mundo de 1994. A partida entre os eternos craques da seleção brasileira, que conquistaram a taça após 24 anos, e grandes nomes do futebol amazonense foi uma das atrações da final da Copa dos Bairros, no Estádio Robero Simonsen do Sesi, neste sábado (02).

O veterano jogador não conseguiu conter a emoção de jogar com estrelas como Romário, Bebeto e Dunga na sua despedida. “A sensação de sair assim é muito boa! Nunca imaginei que meu último jogo fosse contra a seleção do tetra”, declarou o ex jogador do Tufão, que vai continuar dando aulas de futebol na escolinha do São Raimundo. “Agora é tocar a vida e passar o que eu aprendi para as outras gerações”.

De um lado do amistoso estava a equipe do Manaus Futebol Clube que contou com os reforços de Túlio Maravilha, Edmundo  e Júnior Negão. Do outro Aldair, Bebeto, Dunga, Márcio Santos, Paulo Sérgio, Ricardo Rocha, Romário, Ronaldão, Viola, Zetti e Zinho, que se reuniram após 17 anos. Os ex-jogadores Ailton, Gabriel, Paulo Roberto, Lira, Denilson, Mauricinho, Beto, Alex Dias, Wellington, Wilson e Bruno Reis completaram a equipe dos Tetras.

Durante os dois tempos de 40 minutos, o público prestigiou o futebol dos craques de 94 em uma partida que emocionou os torcedores e jogadores em campo, terminando com o placar de 5 a 2 para a equipe do tetra. Mas quem abriu o placar foi o secretário do Gabinete Oficial do governo do Amazonas João Braga, ou apenas Braguinha – camisa 11, que aproveitou o passe de Edmundo e marcou o primeiro gol para o Manaus F.C.

A virada do time adversário começou com o gol de Zinho, seguido dos de Romário e Viola. No segundo tempo, Romário recebeu um passe de Lira e marcou seu segundo gol. O ‘Baixinho’ ainda esbanjou talento e cumplicidade com vários passes de categoria para o parceiro de ataque Bebeto, antes de ser substituído por Mauricinho. Ainda na etapa final, Bebeto aproveitou um passe de Alex Dias para fazer seu famoso voleio e aumentar o placar dos Tetras. No final do segundo tempo, Túlio Maravilha marcou o penalti para o Manaus F.C. e fechou o placar.  O artilheiro ainda corre em busca do milésimo gol na carreira e afirmou que está contabilizando o gol marcado neste amistoso.

Edmundo e Bebeto foram os jogadores que mais mostraram disposição em campo. Bebeto aguentou firme os 80 minutos, além de ter marcado um dos gols mais bonitos do jogo, o de voleio, sua marca registrada. “Olha, não foi fácil! Tô com uma prótese no quadril e já posso até ouvir meu médico falando: já tá jogando de novo Bebeto?”, brincou o atacante. “Mas valeu a pena! A emoção de estar em campo novamente com meus amigos e ainda terminar a partida com o famoso voleio é algo pra ficar na memória”.

Para o torcedor que acompanhou a época de ouro de Romário e companhia, a experiência foi inesquecível. O autônomo Jackson Roberto, 31, se emocionou ao ver os ídolos de perto. “É muito bom relembrar os velhos tempos do Tetra! O primeiro gol do Romário foi lindo, sem contar com as tabelas dele e do Bebeto que são mais  impressionantes ainda de perto”, declarou o torcedor do time da Compensa, terceiro colocado na Copa dos Bairros.

A nova geração de torcedores também ficou admirada com a qualidade técnica apresentada em campo. O operário do Distrito Industrial, Elvis Santos, tinha apenas 4 anos quando o Brasil faturou o Tetra e revelou estar surpreso com o desempenho que viu. “Inesquecível! O gol que o Bebeto marcou então, uma obra de arte. E isso porque eles não estão na melhor forma e não jogam há muito tempo. Queria ter uma máquina do tempo pra ver esse caras em ação na melhor fase”, comentou o torcedor do vice campeão da Copa dos Bairros Puraquequara e novo fã assumido da seleção de 94.

Para o goleiro do Tetra, Zetti, o amistoso foi além de um reencontro de velhos amigos. “Essa partida vai percorrer todas as cidades sedes da Copa de 2014 e, além de ser uma festa alegre, também serve para testar a forma como a cidade vai receber os turistas. Nesse quesito Manaus está de parabéns. É uma cidade receptiva e tranquila que torce muito bonito”.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES